O primeiro protocolo de análise de risco para plantas exóticas na América Latina foi desenvolvido para a rede temática I3N de espécies exóticas invasoras (IABIN) pelo Professor Dr. Sergio Zalba da Universidad Nacional del Sur, em Bahía Blanca, na Argentina, em cooperação com Sílvia R. Ziller, do Instituto Hórus. As questões foram elaboradas com base em exemplos de protocolos existentes e ajustadas para a realidade continental da América Latina.

O protocolo foi aplicado a 117 espécies de plantas que ocorrem no Brasil na fase de teste. Esse grupo de dados continha espécies sabidamente invasoras e outras aparentemente não invasoras, ou invasoras menos expressivas. Algumas espécies avaliadas são nativas, escolhidas para fins de avaliação do sistema. O grupo de espécies foi selecionado para verificar a precisão do protocolo de análise de risco, que deveria apontar risco alto para as invasoras e risco baixo ou necessidade de mais informação e análise para espécies não invasoras ou menos invasoras. A precisão do sistema chegou a 93%.

O uso deste protocolo foi descontinuado porque contém três ou quatro perguntas para as quais era muito difícil encontrar dados, como por exemplo o número de sementes produzidas por uma planta por metro quadrado. A falta de informação acaba por aumentar o nível de risco, pois respostas em branco aumentam o nível de incerteza. Com a adaptação do protocolo da Austrália e Nova Zelândia, o uso deste ficou obsoleto.

Plantas analisadas pelo protocolo da I3N (2007-2008)

Nome científico Nome comum Resultado 
Acacia auriculiformis Acácia Risco alto
Acacia farnesiana Acácia Risco alto
Acacia holosericea Acácia Risco alto
Acacia longifolia Acácia Risco alto
Acacia mangium Acácia Risco alto
Acacia mearnsii Acácia-negra Risco alto
Acacia podalyriifolia Acácia-mimosa Avaliação posterior
Agave sisalana Agave Avaliação posterior
Albizzia falcata Albízia Risco alto
Aleurites moluccana Saboneteira, amendoeira Risco alto
Ammi majus  Amio-maior, ammi Avaliação posterior
Andropogon gayanus Capim Risco alto
Archontophoenix cunninghamiana Palmeira imperial Risco moderado
Artocarpus heterophyllus Jaqueira Risco alto
Arundo donax Arundo Risco alto
Asparagus setaceus Aspargo-samambaia/plumoso Avaliação posterior
Azadirachta indica Nim Risco alto
Bambusa textilis gracilis Bambu Risco alto
Bambusa vulgaris Bambu Risco alto
Bidens tinctoria Margaridinha-escura Avaliação posterior
Cakile maritima American searocket Avaliação posterior
Calotropis gigantea Calotrope Risco alto
Calotropis procera Calotrope  Risco alto
Cassytha filiformis Cipó-de-chumbo Risco alto
Casuarina equisetifolia Casuarina Risco alto
Centella asiatica Centelha Risco alto
Cinnamomum burmanii Falsa-canela Avaliação posterior
Chrysanthemum myconis Mal-me-quer, cravo-de-defunto Risco alto
Cirsium vulgare Cardo Risco alto
Citrus limon Limão Risco alto
Citrus sinensis Limão Risco alto
Clitoria fairchildiana Clitória Avaliação posterior
Coffea arabica Café Avaliação posterior
Cortaderia selloana Capim-dos-pampas Risco alto
Crocosmia crocosmiiflora Tritônia, estrela-de-fogo Risco alto
Crotalaria spectabilis Crotalária Risco alto
Cryptostegia grandiflora Alamanda-roxa, boca-de-leão Risco alto
Cupressus lusitanica Cedrinho Avaliação posterior
Cynodon dactylon Capim-das-bermudas Risco alto
Dieffenbachia amoena Comigo-ninguém-pode Risco moderado
Digitaria decumbens Capim-pangola Risco alto
Dodonea viscosa Vassoura-vermelha Risco alto
Dracaena fragrans Dracena Risco alto
Duchesnea indica Morango-silvestre Risco alto
Echinochloa crus-galli Capim-capivara, canarana Risco alto
Elaeis guineensis Dendê, palmeira africana Risco alto
Eragrostis plana Capim annoni 2 Risco alto
Eriobotrya japonica Nêspera, ameixa-amarela Avaliação posterior
Euphorbia tirucalli Avelós, almeidinha Risco alto
Euterpe oleracea Açaí Risco alto
Furcraea foetida Piteira, pita Risco alto
Grevillea banksii Grevilha Avaliação posterior
Grevillea robusta Grevilha Avaliação posterior
Hedychium coccineum Lírio-do-brejo vermelho  Risco alto
Hedychium coronarium Lírio-do-brejo, açucena  Risco alto
Hedychium gardnerianum Jasmim, gengibre-ornamental Risco alto
Hovenia dulcis Uva-do-japão, uva-japonesa Risco alto
Hura crepitans Assacu Risco alto
Hyparrhenia rufa Capim-jaraguá  Risco alto
Jatropha curcas Pinhão-manso Risco alto
Leucaena leucocephala Leucena  Risco alto
Ligustrum japonicum Alfeneiro, ligustro Risco alto
Ligustrum vulgare Alfeneiro, ligustro Risco alto
Livistona chinensis  Palmeira-de-leque  Risco moderado
Lonicera japonica Madressilva  Risco alto
Macrothelypteris torresiana Samambaia-da-pedra Risco moderado
Mangifera indica Manga, mangueira  Avaliação posterior
Melia azedarach Cinamomo, paraíso Risco alto
Melinis repens Capim-gafanhoto Risco alto
Michelia champaca Magnólia-amarela  Avaliação posterior
Mimosa bimucronata Maricá  Risco alto
Mimosa caesalpiniifolia Sabiá, sansão-do-campo  Risco alto
Morus nigra Amora-preta  Avaliação posterior
Murraya paniculata Murta  Risco moderado
Musa rosacea Banana-flor  Avaliação posterior
Nepholepis cordifolia Samambaia  Risco alto
Nymphoides indica Ninfea  Risco alto
Ophiopogon japonicus Grama-preta, grama-japonesa Avaliação posterior
Pennisetum clandestinum Capim-elefante Risco alto
Pennisetum purpureum Capim-elefante Risco alto
Pinus caribaea Pínus  Risco alto
Pinus elliottii Pínus  Risco alto
Pinus patula ssp. tecunumanii Pinus  Avaliação posterior
Pinus taeda Pínus  Risco alto
Pittosporum undulatum Pau-incenso Risco alto
Prosopis juliflora Algaroba Risco alto
Pteris vittata Samambaia  Risco alto
Pueraria phaseoloides Kudzu Risco alto
Ricinus communis Mamona  Risco alto
Sansevieria trifasciata Espada-de-são-jorge  Avaliação posterior
Schefflera actinophylla Cheflera Risco alto
Schefflera arboricola Cheflera Risco alto
Schizolobium parahybae Guapuruvu, garapuvu  Risco alto
Scleria mitis   Avaliação posterior
Sechium edule Chuchu  Avaliação posterior
Senecio madagascariensis   Risco alto
Senna macranthera Cassia, aleluia-amarela  Risco alto
Spartium junceum Giesta Risco alto
Spathodea campanulata Tulipa-africana  Risco alto
Sterculia foetida Chichá-fedorento, chichá Risco alto
Syzygium malaccense Jambolão Risco baixo
Tecoma stans Amarelinho, ipê-de-jardim  Risco alto
Terminalia catappa Sombreiro, amendoeira  Avaliação posterior
Thelypteris dentata Samambaia  Risco alto
Thunbergia alata Bunda-de-mulata  Risco alto
Thunbergia grandiflora Tunbergia-azul  Risco alto
Tithonia diversifolia Girassol  Risco alto
Tradescantia fluminensis Trapoeraba Avaliação posterior
Tradescantia zebrina Trapoeraba-roxa Risco alto
Ulex europaeus Tojo  Risco alto
Urena lobata Carrapicho-do-mato Risco alto
Urochloa arrecta Braquiária  Risco alto
Urochloa brizantha Braquiária  Risco alto
Urochloa decumbens Braquiária  Risco alto
Urochloa dictyoneura Braquiária Avaliação posterior
Urochloa mosambicensis Braquiária  Risco alto
Urochloa mutica Braquiária  Risco alto
Urochloa subquadripara Braquiária Risco alto
Urochloa ruziziensis Braquiária Risco alto