· A conservação ambiental só é viável a partir da manutenção funcional dos processos naturais.

· Todo o território deve ser utilizado com base na conservação dos processos naturais, sendo as unidades de conservação parte de um mosaico ambiental de usos diferenciados em função da biodiversidade e da vulnerabilidade do meio.

· O ser humano faz parte do meio, não está isolado dele e não pode funcionar fora ou isoladamente dos sistemas naturais.

· A qualidade ambiental está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e à qualidade de vida. A exaustão dos recursos naturais leva à exaustão das possibilidades de sobrevivência das pessoas, quer pela limitação da condição econômica, quer pela limitação da qualidade de vida.